sexta-feira, 12 de fevereiro de 2016

"NÃO HÁ LUGAR PARA DIVORCIADAS", DE FRANCISCO MOITA FLORES

Tenho diversos livros em cima da minha mesa de cabeceira e ando a ler todos ao mesmo tempo. São quatro, dá para acreditar? (Ah, também comecei a ler outro digital!)
Por isso mesmo, não tenho vindo aqui deixar opiniões sobre livros.
O último que terminei, na sexta-feira passada, foi escrito por Francisco Moita Flores e requisitei-o na Biblioteca Municipal de Palmela.

http://www.wook.pt/ficha/nao-ha-lugar-para-divorciadas/a/id/78608
O livro chama-se "Não há lugar para divorciadas" e conta a história de um homem que entrou por acaso na
política e no poder nacional, mantendo-se por lá e ascendendo na carreira graças a um caminho pouco ligado às suas capacidades inteletuais ou profissionais, chegando a ministro.
Nunca altura em que o país se encontra em situação de ameaça pela Al-Qaeda, a vida pessoal deste homem também entra numa crise inesperada que envolve as duas mulheres da sua vida e a família poderosa de uma delas.

"Não há lugar para divorciadas" é uma pequeno livro delicioso.
Tem de tudo um pouco, na dose certa. É, ao mesmo tempo, uma crítica política, uma história de amor, a investigação de um crime, uma comédia e uma análise à sociedade.
Escrito de uma forma muito leve e criativa, intercalando o passado com o presente das personagens e surgindo a história contada por um narrador não participante que, de quando em vez, deixa uma pincelada da sua própria opinião e vivências, esta obra cativou-me completamente.
Foi o primeiro livro que li deste autor e confesso que estava com muitas expetativas, o que nem sempre é bom (pelo menos) em termos literários. Tento em conta o perfil profissional de Francisco Moita Flores, pensei que a história seria muito mais policial e política, mas o autor consegue escrever dentro destes géneros, sem os tornar únicos na narrativa.
Gostei imenso do livro e achei a leitura muito acessível e cativante, com muito humor e piadinhas ao poder político e policial mantendo a leveza.
Vou querer, de certeza, ler outra obras de Francisco Moita Flores!

2 comentários :

  1. Como consegues ler 4 livros ao mesmo tempo?! Lol
    Parece interessante. Beijinho
    The-not-so-girlygirl.blogspot.com

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Lindinha, 3 desses livros têm mesmo de ir "sendo lidos". Vê lá:
      - 1 de poemas sobre amor
      - 1 de crónicas e textos sobre o amor
      - 1 de autoajuda
      Leio um bocado todos os dias e continuo com outro sobre Timor.
      Que te parece?
      Beijocas

      Eliminar