terça-feira, 20 de setembro de 2016

"A CASA CONSELHEIRA", DE ÂNGELA RIBEIRO CONSTANTINO

Foi através da minha filhota que conheci o livro "A Casa Conselheira", uma obra enquadrada na literatura infanto-juvenil, editada em 2015 pela Chiado Editora.
É que a sua autora, Ângela Ribeiro Constantino, é mãe de uma colega de turma da Matilde e, numa proposta de trabalho da disciplina de Português, a Rafaela resolveu orgulhosamente apresentar o livro escrito pela mãe.
E fez muito bem, pois os colegas ficaram com muita vontade de conhecer melhor a história. A Matilde não foi exceção, por isso não resisti e entrei em contacto com a escritora e a editora, que me ofereceram o livro para ler e dar a minha opinião aqui no blogue.

"A Casa Conselheira" é uma casa invulgar: fala como um humano!
Para além disso, tem como melhores amigos uma raposa, uma coelha e uma gata que, por causa desta amizade, herdaram o mesmo dom.
A vida destes quatro amigos decorre com boa disposição até ao dia em que, no terreno em que habitam, se ouve uma ruído de máquinas a trabalhar.
Aí, conhecem o dono do terreno e a sua filha e tudo muda na vidas das quatro personagens, revelando-se um segredo há muito escondido.

A minha filhota tem razão: este livro de Ângela Ribeiro Constantino é mesmo muito "giro". (lol)
A história é simples, mas cativante e envolta em fantasia.
As personagens principais, nas quais incluo a menina Pérola e o seu pai João, são simpáticas e divertidas, com personalidades joviais e facilmente criam empatia no leitor.
O cenário, apesar de não ser muito descrito pela autora, surge no imaginário do leitor que, assim, ganha o direito a também ser "construtor" de uma parte da história.
A escrita da autora é muito adequada ao público-alvo deste género literário, sendo, na minha opinião, indicado para crianças dos 6 aos 10/11 anos.

(Como é com crianças destas idades que trabalho enquanto Professora do 1.º Ciclo, lembrei-me de criar algumas sugestões de atividades para explorar este livro em sala de aula. - VER AQUI)

Os meus sinceros parabéns à Ângela Ribeiro Constantino pelo seu bom contributo para a literatura portuguesa infanto-juvenil e desejar-lhe as maiores felicidades no mundo da escrita e do imaginário.

2 comentários :

  1. Fiquei curiosa :) Também desejo as maiores felicidades e os maiores sucessos à autora, sou muito grata a quem dedica o seu tempo a encher de magia o tempo dos nossos filhos. Cá em casa, depois do jantar, nada de tv, de consolas nem tablets, há livros e muita leitura :)

    Beijinhos

    Lina Soares
    http://trintaporumalinhanoticias.blogspot.pt/

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Olá linda!
      Cá em casa também sempre houve... mas a adolescência está mesmo a desafiar-nos a todos os níveis. Tudo muda... sem termos tempo de acompanhar. Veremos!
      Beijocas

      Eliminar